Caso Miguel: Patroa é condenada em 8 anos por morte de menino

A cerca de dois anos, enquanto a empregada da família passeava com o cachorro na rua do prédio, o seu filho ficava sob os cuidados de sua patroa no 9º andar.

Nas imagens de segurança do prédio de luxo, é possível ver que o menino sai do apartamento sozinho e pega o elevador, sem supervisão nenhuma de um adulto, o garoto despenca do 9º andar é socorrido e levado ao hospital, mas vem a falecer.

A mulher, foi condenada por abandono de incapaz, resultando da morte do menino, em 8 anos e 6 meses de prisão em regime fechado.

A mesma recorria em sua defesa em liberdade, mas o magistrado pediu que o regime inicial da pena seja fechado.


Ver todos os posts