Ministro é denunciado por falas preconceituosas

Procuradoria geral da república denúncia ministro da educação por falas homofóbicas, após dar uma entrevista e relacionar famílias desajustadas com a homossexualidade.

A denúncia foi levada ao Supremo Tribunal Federal, como crime de preconceitos revisto no art. 20, § 2°, da lei 7.716/59, vale lembrar que em maio de 2020 o mesmo também já havia se pronunciado de forma preconceituosa, ao dizer que homossexuais procedem de ‘’famílias desajustadas’’.

A PGR, também acatou denúncia, o que se espera agora é uma defesa preliminar do réu.


Ver todos os posts