Mulher manda informações de blitz em grupo de WhatsApp e é presa

Segundo informações da polícia, uma moradora teria informado por meio de um grupo de WhatsApp, onde se encontrava uma blitz para inspeção de veículos e CNH, da cidade, e pouco depois o fluxo naquela rua diminui.

A mulher havia emitido o sinal em dois grupos diferentes, e os policiais através de mensagens conseguiram identificar o paradeiro da informante.

Ela foi levada a delegacia, e teve prisão decretada pelo delegado de plantão, vale lembrar que qualquer atentando contra segurança pública, é crime previsto no art. 256 do CP, com pena de 1 a 5 anos de prisão.


Ver todos os posts