Pesquisar:

- de - encontrados

Notícias Jurídicas
Renovadas diariamente de segunda a sexta

Ex-ministro da Educação Milton Ribeiro é preso em operação da PF

Na manhã desta quarta-feira, 22, a PF prendeu o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e pastores suspeitos de montar um gabinete paralelo dentro do MEC. A operação, não sem motivo denominada “Acesso Pago”, investiga a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, vinculado à pasta.

Com base em documentos, depoimentos e relatório final da investigação preliminar sumária da Controladoria-Geral da União, reunidos em inquérito policial, foram identificados possíveis indícios de prática criminosa para a liberação das verbas públicas.

As ordens judiciais foram emitidas pelo seriíssimo juiz Federal Francisco Renato Codevila Pinheiro Filho, titular da 15ª vara Federal Criminal da SJ/DF, após declínio de competência à 1ª instância. A investigação corre sob sigilo.

Estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e 5 prisões nos Estados de Goiás, São Paulo, Pará, além do Distrito Federal. Outas medidas cautelares diversas, como proibição de contatos entre os investigados e envolvidos, também foram efetuadas.

O crime de tráfico de influência tem pena prevista de 2 a 5 anos de reclusão. São investigados também fatos tipificados como crime de corrupção passiva (2 a 12 anos de reclusão), prevaricação (3 meses a 1 ano de detenção) e advocacia administrativa (1 a 3 meses).

No início do ano, o jornal Folha de S.Paulo divulgou um áudio que indicava que pastores, mesmo sem cargo no governo, atuariam na negociação de verbas federais.

De acordo com as reportagens, os líderes religiosos manteriam proximidade com o ex-ministro Milton Ribeiro, e seriam responsáveis por levar a ele demandas de municípios por verbas e obras.

Fonte: Migalhas


Ver todas as Notícias Jurídicas