Poesia é usada para negar recurso.

Não é incomum versos e poemas serem usados em algumas decisões judiciais Brasil a fora, em um dos casos mais recentes o Juiz da 1º Vara do Juizado Especial Civil de Sorocaba SP usou um trecho de um verso em sua decisão.

“Não é porque se chama a rosa de cravo que se lhe altera o perfume¨.

Se tais medidas trazem alento e acalma a alma, que as decisões sejam sábias e não gerem trauma.

Em outra decisão Juiz faz poema de 27 estrofes rimadas para sentença de usucapião em MG.

Advogados vivendo as belezas e durezas de serem quem tu és.


Ver todos os posts