Projeto nada abençoado.

Projeto da Câmara dos Deputados revoga o tratamento diferenciado hoje destinado as igrejas, caso aprovado, os templos de qualquer culto terão de pagar (CSLL. Cofins e Pis/Pasep).

A compreensão do texto é que muitas igrejas estão ultrapassando o caráter religioso e tendo finalidades empresariais sendo assim gerando uma desigualdade tributária em relação as empresas de outros segmentos.

O projeto já está em caráter conclusivo, agora, é esperar a decisão dos homens, e para os interessados no assunto é hora de colocar a fé a prova, porque quem tem fé não morre pagão.


Ver todos os posts